eacs.ca/usuario/luccarrerag/
    Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > luccarrerag
32 years, Curitiba, PR (BRA)
Usuário desde Março de 2012
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Últimas opiniões enviadas

  • Lucas

    Apesar da linguagem ser outra, não consegui deixar de relacionar esse filme a Boyhood de Richard Linklater. Isso porque, apesar de ser um documentário e ter uma escala de produção um tanto mais modesta, Homem Comum partilha uma intenção semelhante: fazer uma reflexão sobre a vida e o passar do tempo através de um ser humano absolutamente comum. Ao confrontar o documentado Nilson de Paula com perguntas sobre o sentido de tudo e com um filme dinamarquês denso e reflexivo, o diretor Carlos Nader faz o papel romântico de tentar extrair do retratado algumas emoções escondidas, enquanto Nilson, nunca compreendendo exatamente o que quer dizer, responde sempre algo que não era a intenção do documentarista. Sendo assim, Nilson faz o filme. Já que obriga a todo momento Nader a mudar o foco, inclusive chamando o cineasta novamente a trabalhar em seu documentário quando já havia desistido, por não saber exatamente o que fazer com o material. Coube ao diretor entender a sensibilidade que havia em seu filme e monta-lo de acordo com as diretrizes que Nilson deixou.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Talvez o filme mais normal da carreira de Tim Burton. Ao contar a história de uma mulher que tem sua propriedade artística roubada pelo marido, Burton tenta ser fiel a biografia de Margaret Keane, homenagear seu trabalho que possui alguma similaridade e expressividade ao seu próprio, além de fazer uma crítica ao machismo enraizado na sociedade. Mesmo honesto em sua intenção e sendo incapaz de realizar um filme feio, falta ousadia para que Grandes Olhos seja algo acima da média. Atrapalha o roteiro redondinho e previsível, preso a obrigação biográfica e sem espaço para a criatividade que deveria existir em uma história sobre uma artista com um trabalho tão incomum.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Lucas

    Ao adaptar a peça de Sófocles, Pasolini não se limita em recriar os significados originais da obra. Trazendo parte da história para a Itália contemporânea, o diretor faz uma correlação entre o mito e a sociedade em que estava pessoalmente inserido, dando um caráter por vezes autobiográfico ao personagem central e destacando a atemporalidade da tragédia.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.

Este site usa cookies para oferecer a melhor experiência possível. Ao navegar em nosso site, você concorda com o uso de cookies.

Se você precisar de mais informações e / ou não quiser que os cookies sejam colocados ao usar o site, visite a página da Política de Privacidade.